Buscar

Notícia

12.07.2017

Ciclos discute o presente para delinear o futuro do desenvolvimento

Cuiabá/MT - Em 2017, 2,26% dos apoiadores da Kickante, maior plataforma brasileira de financiamento coletivo, são de Mato Grosso e 1,5% das campanhas que usaram o “crowdfunding” como forma de arrecadar recursos para projetos são de mato-grossenses.

Criada em 2013, a plataforma já arrecadou mais de 40 milhões, distribuídos para 50 mil campanhas, atendendo 500 mil pessoas. Segundo sua co-fundadora, Viviane Sedola, trata-se da maneira mais rápida, prática e segura forma de levantar fundos para um projeto, um empreendimento, um negócio, uma iniciativa. “O acesso aos recursos financeiros deve ser descentralizado”, profetiza.

Por outro lado, o cientista climático Carlos Nobre, um dos autores do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, mais conhecido como IPCC (da sua denominação em inglês), e um dos ganhadores do Prêmio Nobel da Paz, em 2007, alerta que se o aquecimento global continuar em ritmo acelerado e se tornar muito drástico, o semi-árido brasileiro ganhará características semi desérticas e o Cerrado deixará de ser o “celeiro” do mundo. “No pior cenário, a temperatura média de Mato Grosso vai passar dos 35C o que tornará inviável a produção de alimentos, especialmente da soja, considerando os limites absolutos em culturas agrícolas. A tecnologia pode minorar um pouco, mas não poderá resolver. O Brasil será um país perdedor com o aumento da temperatura”, vaticinou. Mas, acrescentou que o Acordo de Paris, do qual o Brasil signatário, nos afasta desse cenário e já há uma leve mudança positiva.

Estes e inúmeros outros assuntos foram apresentados durante o Ciclos Congresso Internacional de Sustentabilidade para os Pequenos Negócios, realizado pelo Sebrae, nos dias 6 e 7/07, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá (MT).

Os cerca de 500 participantes, incluindo empresários, empreendedores, técnicos, gestores, diretores de Sebraes de vários estados, tiveram acesso a informações, projetos, iniciativas, empreendimentos e empresas de sucesso e inúmeros outros elementos para repensar o modelo econômico considerando a sustentabilidade como um parâmetro estratégico de desenvolvimento.

Com o mote “O presente desenhando o futuro”, o evento mapeou e discutiu mudanças que acontecem hoje, suas consequências e desafios para o futuro dos mercados, das empresas e das pessoas.

O superintendente do Sebrae MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro, aponta a crise hídrica e o desmatamento na Amazônia como temas extremamente contemporâneos e que impactam diretamente os negócios. “A sustentabilidade é transversal à vida e ao desenvolvimento econômico”, constata.

 

 

Serviço

www.sebrae.com.br
Gerência de Marketing, Comunicação e Eventos Sebrae-MT
+55 65 3648 1214
www.mt.agenciasebrae.com.br
youtube.com/sebraemt
twitter.com/sebraemt
facebook.com/sebraemt
Rita Comini - +55 65 99932 1890
rita.comini@mt.sebrae.com.br

Compartilhe:

Siga o Centro de Eventos do Pantanal

Newsletter

Enviar
Copyright © 2015 Centro de Eventos do Pantanal • Av. Bernardo Antônio de Oliveira Neto, s/nº • Jardim Santa Marta • Cuiabá/MT • +55 (65) 3318-1600 • eventospantanal@mt.sebrae.com.br
BRDigital